segunda-feira, 25 de dezembro de 2006

Vamos perder o Castelo de vista? (II)

Indo nós a caminho do centro de Leiria, na estrada da Cruz da Areia para a Praça do Município.

Já há muito que perdemos o castelo de vista!

Será que agora vamos perdê-lo de vista desde o próprio Largo do Município?

Estou só a perguntar!...

sábado, 23 de dezembro de 2006

Vamos perder o Castelo de vista?


"A fachada da antiga Casa de Saúde será mantida, ao contrário da proposta inicial que apontava para a demolição, estando projectada a sua recuperação e integração na nova edificação. A volumetria do edifício a construir varia entre os cinco pisos, no alçado virado para a Rua Machado Santos, e os três andares, na frente que confronta com a Rua de Alcobaça. Dois dos andares destinam-se exclusivamente a comércio, enquanto um terceiro terá lojas e serviços. Os restantes serão para habitação, prevendo-se a construção de 12 fogos. O projecto contempla ainda cinco pisos subterrâneos para estacionamento, com cerca de 370 lugares, e a manutenção do jardim existente atrás da antiga Casa de Saúde. A zona onde está a palmeira reverterá para o município e será transformada numa praceta de utilização pública."

Jornal de Leiria - 23/12/2003 - o realçado a negrito é da autoria do autor do blogue.

-

Só faço uma pergunta:

Por este andar qualquer dia o Castelo de Leiria perde-se de vista para quem vem dos lados da Cruz da Areia/Barreira, etc.

Será que vamos perder o castelo de vista? É que não há muito tempo, aquele monumento nacional, tão característico da cidade de Leiria, conseguia divisar-se de todos os lados por onde se entrasse na cidade. E sabia bem ver-se o castelo, ao regressarmos à nossa terra!...

quarta-feira, 20 de dezembro de 2006

CONTRADIÇÕES...

E eu que me apresentei aqui cheio das melhores intenções!...Sou Beirão, sim, srs, da Beira Alta. Mas também desta do Litoral. Enquanto dava tempo a que se fizessem algumas compras de Natal, ali perto, na Rua Comandante João Belo (a do "Frade" e do antigo "Tora", lembram-se?) passei os olhos por esta, tão escondidinha que ela está. E...Raios partam os pseudo "anarcas", que só conspurcam as paredes das cidades...

Mesmo assim...





segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

É proibido "puribir"








Hoje, passei pelo blogue do Pedro Nelito/Brasil e deparei com esta "chamada de atenção" de se lhe tirar o chapéu...
***



Nem de propósito, no Sábado passado, passei por um determinado local, aqui mesmo, perto da cidade de Leiria e reparei nesta placa/aviso a pedir a todos os santinhos e aos passantes que não deixem entulho e lixo em geral, que sejam civilizados, que se comportem como deve ser, que aquele local não é nenhuma lixeira!


Ei-lo, o Placard!

sábado, 16 de dezembro de 2006

DIZER BEM do que está BEM

Acerca do conteúdo do Estatuto Editorial, recebi um link que insinuava que este blogue foi criado para fazer o frete à Câmara Municipal de Leiria.
Errada suposição!
-

Que eu saiba, há blogues sobre Leiria em que a única e exclusiva acção é no sentido de menosprezar o que se faz e o que não se faz mas devia (não se diz como) fazer em Leiria. E não estou a pensar somente na actuação da Câmara Municipal de Leiria. Há mais vida para além da que emana da actuação directa dos serviços Camarários e dos seus vereadores e Presidente.
As Juntas de Freguesia são parceiros insubstituíveis tendo em vista a criação de condições para o bem-estar dos cidadãos que vivem, lutam e morrem na área geográfica da sua jurisdição.
E que dizer das Associações Desportivas, Recreativas, Culturais e de Solidariedade, que acabam por se substituir às obrigações da competência do Estado, e cujo sacrifício em tempo de trabalho pessoal cívico e financeiro não é, as mais das vezes, sequer considerado nos estereotipados relatórios institucionais das actividades que se desenrolam no Concelho?
Como tive ocasião de realçar, o blogue http://dentrodetioleiria.blogspot.com não foi criado para ser criado de ninguém.
Simplesmente, apetece-me dizer BEM do que me parece que está BEM!
Críticas? Construtivas, podem contar com elas!...

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

Largo 5 de Outubro de 1910 - arbustos

Informaram-me, hoje, que os arbustos que estão a ser plantados no novo chão do Largo 5 de Outubro em Leiria (o que fica em frente ao Banco de Portugal) se chamam "lantanas".




Existem várias espécies de lantanas, sendo que as que estão a ser plantadas virão a florir com dois tons: roxo e amarelo/laranja, consoante os canteiros.
A foto ao lado e o texto a seguir foram retirados do site



"É largamente cultivada para bordaduras e maciços em climas tropicais e subtropicais, devido às cores das suas flores. Em climas temperados cultiva-se como planta anual.Exige poucos cuidados por ser uma planta rústica. Gosta de clima quente e úmido e solo arenoso e rico em matéria orgânica. Precisa ser regada com freqüência nos primeiros meses após o plantio e uma vez por quinzena quando não chover. Prefere sol pleno. É bom podar apenas os ramos secos, doentes ou mal formados. Propaga-se no verão através da estaquia da ponta de ramos."
Estas plantas já não serão novidade para Leiria, que já são visíveis noutras zonas ajardinadas e já as havia no Jardim Luís de Camões, versão anterior.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

CARTÃO de BOAS FESTAS

Cartas do Perú dos Olivais

Acácio de Paiva foi, como já repetidamente aqui tem sido referido, um insigne poeta Leiriense e, justamente, considerado o maior poeta humorista português.
Dada a sua ligação com a família Paiva que acabei por integrar a partir de 1968, é natural que me tenha disponibilizado de há mais de uma década, a divulgar o seu nome e a sua obra, sempre que me surja alguma oportunidade.
Aconteceu que, muito recentemente, por via dos contactos que se vão estabelecendo através desta teia dos blogues, a minha querida amiga “maria_marota” (nome de blog), porque também comunga deste sentimento de admiração pelo poeta Acácio de Paiva, utilizou o seu sítio na Net para o divulgar, com a maestria que os bloguistas lhe reconhecem, dois poemas bastante representativos do estilo deste poeta da primeira metade do séc. XX. Época em que viveu, que poeta é e continuará a ser devidamente considerado, ad eternun.
Nesta oportunidade quero deixar aqui expressos os meus agradecimentos à disponibilidade desta amiga que mais justificados se tornam já que há dias me enviou uma belíssima gravação das “cartas do Perú dos Olivais” poemas de referência do talento e da consagração de Acácio de Paiva. A voz que encorpou esta singela homenagem é de Luis Gaspar e pode ser apreciada seguindo o link http://www.truca.pt/boas_festas.mp3

quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

DESAFIOS DO TEMPO



A Folheto Edições & Design tem o prazer de convidar V. Ex.ª e família para a apresentação do livro da autoria de Alda Maria Fernandes, "Desafios do Tempo", XXV volume da Colecção "25 Poemas", que retrata parte da vida da autora nos Açores, Lisboa e Leiria.
A sessão terá lugar no próximo dia 16 de Dezembro de 2006, pelas 16 horas, na Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira, Leiria.

quarta-feira, 29 de novembro de 2006

segunda-feira, 27 de novembro de 2006

LEIRIA em 1936


Veja-se o aspecto que era, em 1936, a panorâmica parcial da actual área de requalificação da zona do Rossio de Leiria (Fonte Luminosa, Jardim Luis de Camões, Ponte Engº Afonso Zúquete).


sábado, 25 de novembro de 2006

TÍLIAS MONUMENTAIS DERRUBADAS!


Ontem Portugal continental foi varrido por um temporal de meter medo. A Natureza em autêntica fúria. Pelas 16 horas, a zona de Leiria suportou chuvas diluvianas e ventos ciclónicos. Claro que o rio Lis, mais uma vez, fez das suas e galgou o leito inundando as zonas mais baixas, incluindo áreas abrangidas pelo Programa Polis. Obras em curso, que nem sei como estarão, algumas delas. Visível para mim foi o facto de que duas tílias monumentais, as meninas dos nossos olhos, no Jardim Luís de Camões, no centro da cidade, caíram estrondosamente. Por sorte, diria mesmo, por milagre, ninguém se feriu. Mas ficámos nós, os que VIVEM LEIRIA, tristes. Muito tristes.
Aquelas árvores acompanharam muitas vidas! Eram a alegria da parte sul do Jardim, agora em profunda remodelação. Vamos lá a ver qual vai ser o resultado final.
A fotografia acima foi tirada já era noite, 20 horas, regressávamos a casa.
Mais pobres e desolados!...
-
Desgraçada maneira de começar um blogue carregado de boas intenções!...

ESTATUTO EDITORIAL


O presente blogue, "Dentro de ti ó Leiria", vai reger-se pelos seguintes princípios básicos:
  1. Aqui serão publicados temas alusivos a Leiria, cidade e concelho;
  2. A prioridade das publicações será para questões de carácter positivo para esta região de Leiria;
  3. ou seja, vai-se predominantemente "bem-dizer" em vez de "mal-dizer" de Leiria e das suas instituições;
  4. Só em casos de relevo assinalável se publicarão opiniões que mal possam dizer de individualidades, instituições ou factos referentes a Leiria; mesmo assim sempre com a intenção de contribuir para a melhor solução dos problemas de interesse para a região;
  5. Serão admitidos comentários previamente analisados pelo autor deste blogue;
  6. Prevê-se a colaboração de outros bloguistas que comunguem destes princípios orientadores.
Contacte-me: nunes.geral@gmail.com

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Leiria, Portugal
Um Viseense tão Leiriense como os que o são... O que me vai ocorrendo...