quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Câmara reduz impostos!...

Leiria: Câmara reduz impostos e prevê diminuir receitas em 1,75 milhões de euros

Leiria, 03 Nov (Lusa) – A Câmara de Leiria aprovou hoje a redução da carga tributária aos munícipes, situação que determinará uma diminuição de receitas de 1,75 milhões de euros, revelou o presidente da autarquia, Raul Castro.

Na primeira reunião do executivo municipal após o acto eleitoral de 11 de Outubro, ganho pelo PS, Raul Castro justificou a medida com o facto de pretender “cumprir o que o foi proposto aos eleitores”, explicando que tem o objectivo de contrapor à redução de receitas “um melhor índice de eficiência na gestão da autarquia”.

A autarquia aprovou hoje a redução das taxas do imposto municipal sobre imóveis, assim como da taxa da derrama, diminuindo ainda em um por cento a participação no Imposto sobre Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) dos contribuintes de Leiria, que foi fixada em quatro por cento.

Raul Castro explicou que no caso do IRS só terá efeitos nas contas da autarquia a partir de 2011, mas sublinhou a sua importância para os cidadãos.

“Queremos fazer sentir às pessoas que estamos solidários e preocupados com a crise”, acrescentou o presidente do município, que rejeitou a medida defendida pelos vereadores da oposição de canalizar a diferença na acção social.

Raul Castro, que prometeu no próximo ano baixar até aos dois por cento o valor de participação no IRS, adiantou que “poderá haver reforço na acção social” mesmo sem aquela verba.

Nesta primeira reunião, foram ainda anunciados os pelouros distribuídos aos cinco eleitos do PS, confirmando-se o que o presidente do município admitira na tomada de posse: a coligação com o vereador eleito pelo CDS-PP, António Martinho, para garantir a maioria absoluta no executivo camarário.

Adiada ficou a nomeação do conselho de administração da empresa municipal Leirisport, que tem a seu cargo a gestão do estádio e de outros equipamentos desportivos.

Raul Castro esclareceu que os futuros administradores da empresa, a nomear dentro de duas semanas, terão a responsabilidade de realizar um estudo para aferir as “condições em que a Leirisport pode ter uma gestão equilibrada e auto-sustentada”.

“Neste momento não há soluções”, disse, frisando que só depois daquela avaliação é que o futuro da empresa municipal será decidido.

O presidente da Câmara adiantou que sobre a Leirisport, assim como a Câmara Municipal e o Teatro José Lúcio da Silva, incidirá uma auditoria, cujo caderno de encargos está a ser ultimado, acreditando que no início do próximo ano estará concluída.

Esta reunião do novo executivo municipal decorreu na Biblioteca Municipal, dado terem sido detectados “problemas com os tectos do salão nobre” dos Paços do Concelho na sequência de uma “vistoria”, declarou Raul Castro.

“Será feito o projecto de recuperação e depois avançaremos com as respectivas obras”, acrescentou Raul Castro.

SYR.

Lusa/Fim

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Rio Lis - pintura de Manuel Filipe


Manuel Filipe
Rio Lis

Quadro do espólio do
Museu Maria da Fontinha
Além do Rio
Castro Daire





Este Museu foi fundado por Arménio Vasconcelos entre 1982 e 1984.
Está a comemorar o 25º Aniversário da sua inauguração oficial, que foi em 5 de Agosto de 1985 pelo Gen. Ramalho Eanes, então Presidente da República Portuguesa.
As cerimónias do Aniversário serão à data de 8 de Agosto de 2009. Com um programa que se prevê imponente.
Posted by Picasa

domingo, 2 de agosto de 2009

Rio Lis - Grandes cheias antigas

Em Maio de 1974, João Cabral, que eu conheci pessoalmente, nos seus passeios intermináveis no Largo da Só, ora sozinho e absorto nos seus pensamentos, ora conversando animadamente com algum dos seus familiares Hingá´s, publicou sob edição da Câmara Municipal de Leiria, de 1993 - 2ª edição, os célebres e utilíssimos "ANAIS DO MUNICÍPIO DE LEIRIA", em 3 volumes.

Escreve João Cabral, na sua DEDICATÓRIA":

"Aos estudantes de todos os estabelecimentos de ensino da cidade de Leiria, que tantas dificuldades têm encontrado nos seus estudos das coisas leirienses, ofereço e dedico, com a humildade que sempre tive por privilégio, este modesto trabalho."

Ao dar mais uma vista de olhos neste trabalho, à procura de alguma informação sobre a Quinta de Santo António do Freixo, ali para os lados do Alqueidão das Cortes, dei com esta informação, a propósito das cheias do Rio Lis antes da regularização do seu leito, em plena cidade:
..." também foi grande cheia a de 21.12.1600 que inundou Leiria com cerca de 1,5 metros de água, no Largo Paio Guterres, como o prova uma inscrição que está na primeira casa da Rua Acácio de Paiva a entestar com aquele largo, cujos dizeres são: EM DIA DE S. TOMÉ DE 1600 DEU POR AQUI A ESPANTOSA CHEIA."

O Largo Paio Guterres é mais cinhecido por Largo do Gato Preto.

Os dizeres referidos lá estão no local descrito. Só se lamenta é que estejam parcialmente tapados com um tubo da EDP.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Centro de Leiria em 29-2-2008

O edifício "Garage" em fase de requalificação. Hoje, 28-7-2009, já só restam as fachadas ,viradas, respectivamente, para o Largo do Papa Paulo VI e para o Largo Cónego Maia. O novo edifício que resultou da requalificação, pode dizer-se que conseguiu a melhor combinação possível entre a preservação do património arquitectónico, a estética actual e a rentabilidade do investimento.
Onde param as letras identificativas da estátua ao Papa Paulo VI? Roubaram-nas?


Largo Cónego Maia. Começaram as obras de requalificação. Depois de muita contestação, já nos foi garantido que os dois choupos
, populus nigra, não serão derrubados para em seu lugar serem plantados dois acers, como constava do projecto inicial.
Posted by Picasa

sábado, 18 de julho de 2009

Isabel Damasceno - provável reeleição em 2009

(clic para ampliar)
... (vindo daqui)

Esta perspectiva é parcial. Se vos mostrasse a foto de toda a rotunda até se assustavam. E se a rotunda é de grandes dimensões!
Neste caso temos duas figuras que, de certa maneira, me estão próximas.
A da esquerda apresenta a figura simpática e muito activa da Dra. Isabel Damasceno, actual Presidente da Câmara Municipal de Leiria e candidata às próximas eleições. Há dois mandatos atrás tive oportunidade de trabalhar politicamente com esta dirigente do PSD e confirmei uma opinião favorável.
A da direita representa, como é evidente, o nosso actual Primeiro Ministro, Engº José Sócrates.
...

(continua)

NOTA: Vou passar a dedicar espaços significativos deste blogue para apoiar as candidaturas de Isabel Damasceno e Laura Esperança, respectivamente à Câmara Municipal de Leiria e à Junta de Freguesia de Leiria.

terça-feira, 7 de julho de 2009

Eça de Queirós em 2001 em Leiria


Uma das minhas fotos espalhadas pela Net, num site que tenho mantido em stand-bye.
Vem mesmo a propósito da recente iniciativa da Junta de Freguesia de Leiria, ao convocar os Leirienses para um bem sucedido "Olhares Queirosianos", realizado recentemente.
Reparem na foto. Quem não se lembra do Quiné, aqui a representar o Padre Amaro de "Eça de Queirós", ao ar livre? Um grande homem do Teatro que Leiria teima em esquecer?
Posted by Picasa

sexta-feira, 19 de junho de 2009

LEIRIA de EÇA DE QUEIRÓS no CENTRO HISTÓRICO - Recriação no Sábado 20 de Junho

Placa evocativa da passagem de Eça por Leiria. Foi nesta casa, na Rua da Tipografia, que ele viveu no tempo em que peramneceu em Leiria, mais precisamente entre Julho de 1870 e Julho de 1871.
Esta varanda pertencia ao seu Gabinete de Adminsitrador do Concelho de Leiria. Na esquina do Largo da Sé com a Rua da Vitória.
Aqui funcionava a "botica do Carlos" a que Eça de Queirós se refere com frequência no decorrer do célebre romance "O Crime do Padre Amaro". Situa-se, precisamente em frente ao que foi o Gabinete de trabalho de Eça enquanto cá trabalhou como Administrador do Concelho.
No romance, Eça de Queirós refere-se ao "Carlos da Botica" e à "Amparo" entre outros, evidentemente.
A título de informação e curiosidade, pode-se adiantar que o Carlos da Botica era José de Paiva Cardoso, que também foi Vice-Presidente da Câmara Municipal de Leiria e a "Amparo" era Leopoldina Amélia Carolina Telles, esposa de José de Paiva Cardoso, bisavós da actual co-herdeira deste prédio ex-libris da cidade de Leiria. (Pena que os rendeiros do r/c não se apercebam deste pormenor e não tenham o devido cuidado na exploração da actividade comercial que lá exercem actualmente. Basta reparar na parte branca da porta de entrada, que, apesar das insistências havidas ainda não foi pintada de azul como se impunha. Está assim desde que foi abalroada por um automóvel há mais de 2 anos. Enfim...a Câmara também tem culpas no cartório).

Ler mais sobre este tema aqui e aqui.
Posted by Picasa

domingo, 14 de junho de 2009

CENTRO HISTÓRICO DE LEIRIA

- O Centro Histórico de Leiria e a Loja do Cidadão
.

Câmara de Leiria propõe nove localizações para loja do cidadão
A Câmara de Leiria vai indicar nove localizações possíveis para a instalação de uma Loja do Cidadão de Segunda Geração na cidade, anunciou hoje a presidente da autarquia, Isabel Damasceno.
A autarca revelou hoje na reunião do executivo que o objectivo é incluir alternativas à proposta inicial de instalar o espaço no Topo Norte do Estádio Municipal, em particular as sete localizações sugeridas pela oposição socialista e uma outra revelada durante a reunião por um promotor imobiliário.

“A responsabilidade da decisão não é nossa, é da Agência para a Modernização Administrativa. O município serve apenas para indicar quais as hipóteses. Vamos enviar-lhes todas as propostas que chegaram no sentido que venham a Leiria analisar as propostas apresentadas. Se eles acharem que as condições lhes agradam, não teremos nada a opor”, disse Isabel Damasceno.

A juntar ao Topo Norte do Estádio de Leiria, as propostas socialistas para a Loja do Cidadão são as Galerias Alcrima, um imóvel situado no Largo Cónego Maia, o edifício da actual Rodoviária Nacional, as antigas instalações da Fiat na Rua de Tomar, o Hotel Lis (actualmente em ruínas), o Centro Comercial D. Dinis, todos estes na posse de privados, e o edifício do antigo DRM, propriedade do Estado.

A estes juntou-se hoje a proposta de um promotor imobiliário: um imóvel em construção na confluência da Rua de Alcobaça com a Rua Machado Santos.Na sequência desta decisão, ficou adiada a discussão em torno da futura utilização do Topo Norte do estádio, constante na ordem de trabalhos. No final de Maio, a instalação da Loja do Cidadão de Leiria no Topo Norte do estádio foi contestada pelos socialistas, que defenderam a sua instalação no centro histórico ou no Rossio da cidade. Isabel Damasceno desafiou então a oposição a sugerir um local no centro histórico que reunisse as condições exigida quanto à área, acessibilidades e estacionamento.Para os vereadores do PS, com a localização proposta pela maioria “o centro da cidade perderia uma oportunidade de ouro”, porque se desaproveitava “um pólo de atracção e simultaneamente uma alavanca importante para dinamizar o comércio no centro histórico e no rossio de Leiria”. A isso, sublinham, acresce que com o processo de adjudicação do centro comercial na zona do estádio, a “instalação naquela zona da Loja do Cidadão, iria dar a machadada final no comércio tradicional da baixa de Leiria”.Reforçando a ideia dos socialistas, cerca de duas dezenas de comerciantes do centro histórico de Leiria marcaram hoje presença no Salão Nobre da câmara.“Vimos manifestar a nossa indignação. Esperamos que a Câmara de Leiria tenha em consideração outras alternativas ao Topo Norte do Estádio. Com esta solução o centro histórico vai ficar despovoado. Se a Loja do Cidadão for indexada ao Topo Norte, os comerciantes vão ficar a perder”, lamentou o representante dos comerciantes, Luis Ferreira.

" REGIAO DE LEIRIA " de 10 de Junho de 2009

Ora aqui está uma questão que urge decidir.
Por um lado a defesa dos interesses dos comerciantes de que zona histórica de Leiria?
Por outro conseguir-se uma solução para amenizar os encargos incomportáveis com a manutenção do Estádio Magalhães Pessoa.

Entretanto, a Junta de Freguesia de Leiria, que tem a obrigação legal, política e social de defender os interesses da Freguesia de Leiria, não se manifesta. Qual é, afinal, o papel da Junta? Decorativa? Fazer umas quermesses, levar os idosos a fazer uns passeios, assinar o expediente, receber honorários de montante já significativo? Não lhe cabe mais nenhum papel no âmbito da defesa do interesse dos seus fregueses?

Para que é que serve uma Junta que não tem voz activa, por negligência e omissão?

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Acácio de Paiva - Lembrar este grande poeta Leiriense

In "A Região de Leiria" de 17 de Abril de 2009.
Estiveram presentes numa reunião no "Gato Ptreto Caffé", na passada Terça-feira, Eduardo, Isabel, Constantino, Nunes e Zaida.
Vamos dar andamento a esta manifestação cultural, muito à custa do grande entusiasmo manifestado pelo Eduardo Torres, gerente do "Gato Preto Caffé".

Ver o blogue "dispersamente".
Posted by Picasa

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Lendo do Lis e do Lena


Nasceu o rio LIS junto a uma serra
No mesmo dia em que nasceu o LENA
Mas com muita Paixão, com muita Pena,
De seu berço não ser na mesma Terra.
.
Andando, andando alegres, murmurantes,
Na mesma direcção ambos corriam;
Neles bebendo, as aves chilreantes
Cantavam esse amor que ambos sentiam.
.
Um dia já espigados, já crescidos
Contrataram casar, de amor perdidos
Num Domingo, em LEIRIA de mansinho...
.
Mas LENA, assim a modo envergonhada
Do povo, foi casar enfeitada
Com o LIS mais abaixo um bocadinho.
.
JOSÉ MARQUES DA CRUZ
1888-1958
Posted by Picasa

quarta-feira, 4 de março de 2009

Brasão de Leiria


-
(clic para ampliar- mais pormenores no blogue "dispersamente")
Posted by Picasa

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Pedrógão - 2008/09


Na passagem do ano de 2008 para 2009. Que rico grupo se juntou numa casa particular na Praia do Pedrógão, em Leiria.
Posted by Picasa

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Leiria, Portugal
Um Viseense tão Leiriense como os que o são... O que me vai ocorrendo...